sexta-feira, 29 de junho de 2012

Festa de Junho

 Ontem foi a festa junina na escola da Eliza Victória e eu como a boa e velha irmã babona fui lá para tirar umas fotos e vê a dança que ela tinha ensaiado. Mas na hora da apresentação ela começou a chorar e correu para o colo do meu pai, não tinha quem tirasse ela de lá, resumindo ela não dançou e ficou toda emburrada. Acho que eu teria feito a mesma, o colo do papai é bem mais aconchegante e protetor.
 Já que a Eliza não quis dançar eu me contentei em tirar fotos dos seus coleguinhas . Fiquei encantada, todos eles ensaiadinhos dançavam embalados pelas músicas juninas, e o pais e parentes todos orgulhosos dos pequenos, foi lindo de ver. 
 Depois da apresentação foi hora do lanche, cada mãe levou um prato e a mesa ficou repleta de quitutes. Nessa hora a Eliza se apresentou e começou a socializar com a criançada, era tão bonitinho ver todas elas comendo com um gosto, as mãozinhas pequeninas mal conseguiam segurar os copos e pedaços de assado.
Esse garotinho é um dos amiguinhos da Eliza, ela sempre falava dele, e ontem eu pude conhecer o Chiquinho (Francisco Gabriel, eu acho, que combinação diferente de nome né?).
 Essa daí é a Samira, irmã do Chiquinho, ela se tornou uma das minhas favoritas, com dois aninhos apenas ela é tão boazinha e carinhosa. Ficou grudada na minha mãe depois passou para o meu colo e ficou perto de mim até o final da festinha. 
A Eliza e os amiguinhos brincando no pátio da escola.
Essa é a Ana Laura ela adora tirar uma foto, sempre pedia para mim " Tia tira uma foto de mim". Eu tirava sempre com gosto, mas ela nunca dava um sorrisinho.
Ah! Esse é o Davi, o príncipe da Eliza. Minha mãe me contou que um dia ela chegou da escolinha dizendo que ela era a princesa do Davi, e ele era seu príncipe. Ri muito com essa história, imagina esses dois crescem juntos e acabam tendo uma história de amor? Ok Hadassah, para de viajar. Mas seria legal se acontecesse. 
 Outra vez o Chiquinho, adorei esse garoto, todo simpático fazendo caras e bocas para a câmera. 
 Essa é a Yasmim, e junto com ela vem uma história engraçada. Quando cheguei na escolinha e comecei a fotografar ela sempre fugia ou se escondia e quando eu pedia para ela dar uma risadinha ela fechava a cara. Ela fugia tanto de mim que virou algo pessoal e eu decidi que ia fazer amizade com aquela pequena bochechuda. Eu estava sentada no canto do pátio enquanto observava a criançada brincando de pega-pega quando percebi que a Yasmim olhava para mim, e focava sempre os olhinhos no meu óculos." Ahá, agora eu pego você menininha!" pensei. Cheguei perto dela e perguntei se ela não queria usar meu óculos, ela abriu um sorrisão e fez que sim com a cabeça. Depois disso nos tornamos boas amigas (hahaha) ela ficou desfilando com o óculos escuro pelo pátio e a partir daí deixou que eu tirasse algumas fotos. 
 Ela perguntou o que tinha na minha bolsa e eu mostrei, ela ficou curiosa em relação ao iPod e eu coloquei algumas músicas para ela escutar, ela gostou bastante de Sufjan Stevens e dançou enquanto ouvia Selah Sue. Eu parada fiquei só admirando aquele retrato de ingenuidade e alegria sincera. Crianças não precisam de muito para serem sinceras, basta você querer ser amiga delas de verdade, e depois disso elas abrem as portas de seu mundo encantador. 
 Olha aí a Samira de novo. Ela ficou fissurada no meu machucado, não parava de tocar e eu tinha que tentar explicar que doía muito quando ela encostava. Ah, eu fiz esse machucado na quarta, fui abrir um saco de sal para a minha mãe, estava tão distraída que continuei com a faca até que cortei dedo, o corte foi profundo e sangrou bastante. A Eliza começou a chorar e eu me tranquei no banheiro porque minha mãe queria jogar vinagre no corte, olha a ideia, ela disse que era para estancar o sangramento. Eu não quis e fiquei esperando um tempo até que o sangue desistisse de escorrer pela minha mão. Enfim, mais uma história de cortes e ferimentos não tão graves. 
 Esse é o Derick, ele é irmãozinho do Chiquinho e da Samira. 
 Lembra da Ana Laura, aquela que nunca dava um sorriso para a câmera? Então, em um dado momento ela acabou tendo uma briguinha com a Giovana e ficou toda sentida, sentou num cantinho e começou a chorar. Eu sentei do lado dela e perguntei o que tinha acontecido, ela me contou entre soluços toda a história. Eu tirei uma foto dela chorando e disse " Ana olha aqui, tá vendo essa menina? Então, ela é tão linda quando sorri. Mas agora ela está chorando, e isso me deixa triste, eu queria que ela enxugasse essas lágrimas olhasse pra mim e desse um lindo sorriso e voltasse a brincar com seus amiguinhos". Ela ficou me olhando por um tempo, passou a mãozinha pelo rosto e deu pela primeira vez um sorriso. Eu fiquei toda feliz e perguntei se elas podia sorrir de novo.
Ela fez que sim com a cabeça e abriu outro, aproveitei e tirei essa foto.
Bem, foi isso. Eu aproveitei aquela festa mais que criançada e não foi pela comida, que eu nem comi de tão entretida que estava com o resto, nem foi pelas conversas com os adultos ou pela decoração colorida. Eu me diverti por estar lá e ter compartilhado bons momentos com aqueles serzinhos pequenos em estatura mas grandes em amor. Lembrei de quando eu dava aulas de ballet, me deu uma saudades de voltar a ensinar e aprender juntos com as crianças. Quem sabe um dia. Enquanto isso aproveite essas oportunidades que aparecem. Mas agora que eu e a Eliza estamos de férias ai dar para aproveitar bastante. 



4 comentários:

  1. Meu Deus, que fotos lindas. A forma como você conta as histórias e descreve cada momento das festas é tão lindo que não dá pra explicar. Você escreve muuuito bem e tira fotos maravilhosas. Desculpa perguntar, mas qual é a câmera que tu usas? kkk Amei o post, sem dúvida, arrasaste!

    www.luaramendonca.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Awn adorei as fotos e as histórias, festa junina infantil é bem divertido mesmo ^^
    bjus ;*

    ResponderExcluir
  3. Que fofuras *-*
    Lindas histórias, você tem um dom pra se socializar com as criancinhas rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi Hadassah, a Samira é mesmo uma fofaaa, sempre vinha com sua mãe e seus irmãos aqui onde eu trabalho CRAS(Centro de Referencia de Atendimento Social), ela é muito linda, e meuito simpática tbm... rsrsrsrs É mesmo bom , ver as festas da escola, crianças dançando e vestidas de caipiras, muito fofo. Ainda bem que essa tradição não morreu em nossa pequena cidade, que vem sofrendo mudanças drásticas (para pior você sabe), esses são alguns pontos de esperanças que ainda existem por aqui. Amei suas fotos (de novo), você sabe que eu amo todas... hahaha

    Bjos e continue assim.

    http://www.daianecsilveira.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário.
Só avisando que responderei a todos os comentários aqui mesmo.
E se você quiser que eu visite o seu blog, por favor avise.