quarta-feira, 25 de julho de 2012

Descubra Quem Você É. E Seja de Propósito

532852_385188071539422_84587879_n_large
Tem tanta coisa em mim que precisa sair. Tantos problemas não solucionados, tantas dúvidas não decididas. Às vezes eu deixo tudo pra lá. Mas o que não se resolve volta. Talvez a chave principal do meu grande medo/dúvida/problema seja não saber "Quem sou eu". Isso é o mais assustador, com tanto tempo de crises e loucuras, eu esqueci de ser eu mesma. Acabo me influenciando e querendo ser como outras pessoas, meus gestos, modo de falar, não é nada 'meu', porque eu simplesmente não sei quem eu sou, ou quem devo ser! " Helena, 13 anos (Nome fictício)

 Helena no fundo você sabe quem é, é impossível ser totalmente manipulável pelos outros, você tem seus sonhos e desejos de mudança, essa mensagem que você escreveu para mim é prova disso. Talvez você ainda esteja meio perdida, isso é normal, ainda mais na sua idade, já tive 13 anos e sei como é ter esses momentos de confusão,  não saber o que eu sou, ou ser algo diferente do que eu queria só para não decepcionar as pessoas a minha volta. E posso dizer que daqui anos isso pode mudar, ou perder a intensidade, no meu caso, tenho 20 anos e ainda costumo ter uns momentos assim como o seu, tem vez que fico toda reflexiva, descontente comigo mesma, analisando aquilo que acredito e vendo se realmente sou aquilo que eu queria ser. E tem hora que me decepciono, vejo o quão acomodada estou, e que em muitos momentos deixei de ser eu mesma ou agir da maneira que acredito ser a certa só para não causar má impressão nos outros. E quando a ficha cai, nossa, parece que um piano despencou de um prédio de vinte andares e te amassou toda, que nem acontece nos desenhos animados.
 Mas calma, que apesar de parecer que tudo vai piorar existe solução! Como já disse, no fundo você sabe quem é a verdadeira Helena e não é um nome falso, ou seus modos copiados de pessoas alheias que vai mudar isso. E também não tem problema ter outras pessoas como exemplo, isso é até bom, claro que você precisa ter cuidado em escolher os exemplos, mas fica a seu critério. Eu de vez em quando me pego falando frases de escritores que eu curto ou pedaços de músicas, até o meu cabelo colorido foi inspiração de um filme que eu gosto. Então não tem nada você se inspirar nos outros, só não seja exatamente como eles, você é você, foca nisso. E tem outra, você não pode ter medo de críticas, o ser-humano é ótimo em fazer esse tipo de coisa, se você não é um padrão então eles te caçam ou pior te isolam. E isso doí no começo, mas depois de um tempo você cria resistência. E não esqueça que equilíbrio é bom, então de vez em quando não dá para bancar a revolucionária anarquista. Com maturidade você vai perceber que tem momentos que é preciso seguir um padrão e se adaptar às regras.
 Então, resumão de tudo: É necessário que você tenha esses momentos de questionamento, faz bem fazer uma auto-análise, mas não fique só por aí. Depois desse momento introspectivo e dessa batalha consigo mesma, saía dessa cama lave o rosto olhe para espelho e decida ser aquilo que você quer ser. Não tenha medo de seguir seus gostos, nade contra a corrente e faça algumas loucuras, para os outros pode parecer insanidade, mas para você é preciso, esse é o único modo de se descobrir. E não ligue se você acabar se ferrando ou fazendo besteira, é quando tudo dá errado que você aprende. Daqui alguns anos você não vai fazer as mesma coisas que fez hoje, não fará mais sentido, mas as coisas que você vai fazer agora são os degraus para o seu crescimento como pessoa. E lembre-se que no final você precisa de modelos de pessoas e precisa seguir alguns padrões, mas não quer dizer que fazendo isso você não será real e autêntica. Vai sim, vai ser totalmente autêntica e madura para perceber que é possível ter momentos de total confusão, medo, dúvidas e saber enfrentar seus problemas de frente e se for necessário mudar. Você saberá qual caminho seguir sem deixar de lado os seus sonhos. A verdadeira Helena já deu o primeiro passo, você é uma garota questionadora e inquieta, e isso é muito bom. Você não é apenas uma cópia, não mesmo.  E não esqueça; seja você, mas seja de propósito!

Quer desabafar também? Entre aqui e pode falar o que você quiser...

2 comentários:

Obrigada pelo comentário.
Só avisando que responderei a todos os comentários aqui mesmo.
E se você quiser que eu visite o seu blog, por favor avise.