sexta-feira, 3 de agosto de 2012

O quê eu gosto de fazer em São Paulo (Primeira Parada: Liberdade)

 Depois de ter passado as férias indo para São Paulo só para acompanhar meu pai e ter poucos momentos para aproveitar os programas que eu gosto, porque andar na Santa Efigenia atrás de equipamentos para o Dom Rogério não é meu modelo de diversão, arrastei meu irmão para aproveitarmos um dia inteiro na cidade. Tirei várias fotos e como quero compartilhar quase todas com vocês, vou dividir esse dia em alguns posts assim fica mais fácil. 
 Como moro no interior, na tão tão distante Pinhalzinho, peguei uma "carona" com o meu pai que estava indo para Santo André a trabalho. Eu e o Giancarlo (meu lindo irmãozinho e único filho homem dessa família dominada pelo sexo feminino) pegamos um trem para chegar até São Paulo. E por mais estranho que pareça eu adoro andar de trem e metrô, quem conhece o transporte público paulistano sabe que tem hora que é impossível ficar naqueles vagões de tanta gente, tá, essa parte não é boa, mas o resto é legal. Adoro sentar e ficar observando as pessoas, que nem aquela menina rockeira com uma tatuagem de caveira nas costas sentada ao lado de outra que não só tinha a pele virgem como também cara. Ou aquele senhor que estava acompanhando as olimpíadas de Londres pelo celular e todo revoltado disse em alto tom que o " Brasil tava uma merda nesse jogos", eu concordei, não que isso vá fazer muita diferença mas o patriotismo e orgulho acabam pesando nessas horas. Ah, e teve aquela bebê fofa que ficou me encarando e dando sorrisinhos até a hora de eu parar na Liberdade. 
 Como estava na hora do almoço o Gian me levou para comer comida japonesa no bairro que nasci, pois é não sou japonesa nem nada disso, mas nasci no meio deles. Comemos num restaurante que fica bem em frente da saída do metrô, é bem gostoso e confortável,  fica a dica para que for um dia na Liberdade e quiser experimentar os sabores de lá. Confesso que nunca tinha comido Sushi e nada dessas coisas, por ser vegetariana, mas decidi experimentar afinal. Tá, resoluções sobre essa experiência gastronômica; Não consegui comer todo o salmão cru, fiquei com uma dó parecia que o peixa tava vivo na minha boca, psicológico claro, mas mesmo assim dei o resto para o Gian. O restante comi de boa, algas são meio nojentas no começo mas depois acostuma, e eu já tinha comido antes. Tinha outras opções como pasteizinhos, e legumes cozidos e um maravilhoso cogumelo na manteiga que eu esqueci o nome, então se    você for vegetariana dá para comer legal nesse restaurante.
 O mais engraçado foi tentar comer com hashi e depois de muito esforço e decepções, desisti e peguei garfo e faca. O Gian foi mais esperto e nem experimentou os pauzinhos dos infernos...
 Antes do almoço a gente tinha ido dar uma volta pela rua, eu até queria fotografar mas depois de ter parado numa loja de doces para comprar uns biscoitos e ouvir a vendedora dizer toda assustada que tinha policiais por lá por causa de uns roubos, decidi deixar minha câmera na mochila, precaução nunca é demais. 
 Fiquei perdidinha nas lojas, quem já foi na Liberdade sabe que lá tem as coisas mais Kawaii do universo! Tem de tudo, porcelanas, leques japoneses, bichinhos de pelúcia, material de papelaria e muito mais. Entrei numa loja e fui colocando um monte de adesivos, bloquinhos de nota, canetas coloridas na cestinha aí quando dei por mim percebi que não precisava de nada daquilo, eram lindos de verdade, mas eu nunca ia usar de dó. Coloquei a cesta num canto e saí da loja feliz por ter usado um pouco da razão que me resta. 
 Parei em outra loja e acabei comprando esses chinelos super confortáveis e fofinhos, tive que comprar uns dois número maiores que o meu, aquele pessoal tem pé pequeno. Na dúvida com a cor o vendedor disse "Leva vermelho mocinha, combina com as suas unhas e com seus lábios, acho que vermelho é a sua cor", eu ia dizer que vermelho é legal, mas eu gostava do azul também, mas no final levei o vermelho. Talvez esteja na hora de largar um pouco a serenidade do azul e partir para a intensidade do vermelho.  
 E finalmente os meus biscoitos favoritos, que comprei naquela loja da moça assutada com os bandidos. 
 Nem gosto de biscoito com recheio de chocolate, hahahaha. 
 Depois de uma hora e pouco entramos no metrô com destino a Luz, mas isso fica para o próximo post.

Bom restante de dia para vocês, vou nessa que a minha mãe foi andar de bicicleta e a Eliza está aos meus cuidados, então vou bancar a irmã mais velha e fazer um almoço. 
xoxo pessoal lindo... 


10 comentários:

  1. Ahhh, eu adoraria visitar São Paulo um dia, e minha primeira parada será na Liberdade :D

    ResponderExcluir
  2. Não compreendi a frase "não só tinha a pele virgem como também cara" ...cm assim cara?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando disse que a garota tinha pele virgem, quer dizer sem tatuagem. E bem, ela era novinha e parecia toda doce por isso tinha aquela cara de virgem, tipo virgens suicidas.
      ;)

      Excluir
  3. Só enchendo a pança né querida!! hahaha
    Eu não parei de comer um minuto nas férias, até consegui recuperar meu peso o/
    Comer é bom de maaais, e um dia tu vai ter que me levar pra esse tour gastronômico por São Paulo, ok?
    AHH, que saudade de ti!! <3


    Ps: Eu ameeei a tua foto espontânea ali em cima HAHA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode deixar! Vou te levar para uns lugares bem bacanas, você vai adorar :)

      Excluir
  4. Eu quero ir pra SP agora, hihi :P

    Quero também esses biscoitinhos em forma de coala, onw *.*

    Bjs ♥

    ResponderExcluir
  5. Nunca vi vegetariana que come peixe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem eu...
      Eu realmente estava curiosa para saber qual era o gosto.
      Bem, posso dizer que realmente sou vegetariana, pq não gostei e dei para o meu irmão.

      Excluir
  6. Hummm que delícia! Vou deixar uma recomendação para um próximo almoço! Na Galvão Bueno (láaaa pra baixo) tem uma casa de Lamem que chama Aska, a fachada parece algo muito comercial, mas lá dentro é muito aconchegante e o Lamem uma delícia! (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dica anotada, vou tentar passar por lá quando tiver uma folga da facul :)

      Excluir

Obrigada pelo comentário.
Só avisando que responderei a todos os comentários aqui mesmo.
E se você quiser que eu visite o seu blog, por favor avise.