quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Minha infância na pequena Pinhalzinho

Como eu já tinha explicado no post anterior, separei algumas fotos de quando eu era pequena para mostrar para vocês. A maioria das pessoas ficam curiosas quando descobrem que estudei em casa, que morei numa chácara mais da metade da minha vida rodeada de animais e que tive um clubinho na velha casa da árvore. Bem, agora vocês vão poder um pouquinho como era a minha vida. Não coloquei todas as fotos, se não o post ficaria enorme! 
Essa sou eu, um bebezinho ainda. Até que eu era uma criaturinha simpática hahaha
Eu , o Giancarlo e a Elissa recém nascida. Só fico imaginando minha mãe cuidando de três crianças pequenas! Tadinha...
Minha infância foi marcada pelos bichinhos de estimação que tive. Como não íamos para a escola eu e a Elissa passávamos a maior parte do tempo brincando com os nossos animaizinhos. A criançada do bairro adorava passar o final de semana em casa brincando no nosso parquinho e com os bichinhos.
Já tive macaco, galinha, tartaruga, peixe, tucano, maritaca, calopsita, periquito, cachorros, iguana, papagaio, lagartinhos, coleciona lagartas de borboletas, mini vaca, duas pôneis, hamsters, porquinho da índia acho que são só esses.
Quando a Cindy teve filhotinhos. Ficamos com duas a Vicky e a Charlotte 
A Safira com o filhotinho dela, infelizmente tivemos que vender os dois.
Os milhares de pintinhos que tive. Atrás de casa tem um cemitério de animais. Quando um morria eu e a Elissa fazíamos velório e no enterro chorávamos muito, além disso, fazíamos pequenas lápides com tijolos. Agora percebo o quanto amávamos aqueles animaizinhos. Ter animais de estimação ensina as crianças a amarem, parece fácil gostar das pessoas e da natureza. 
O dia em que um ouriço entro na chácara e deixou o Max, nosso cachorro, todo cheio de espinhos. Pegamos o coitadinho que estava todo assustado e soltamos ele num lugar bem longe de casa, para não correr o risco dele se machucar ou machucar mais alguém. Mas antes tiramos uma foto, olha a mão do meu pai segurando o porco espinho pela cauda, hahaha... 
O lindo do Johnson
Nossa macaquinha, a Gemima, quando ela morreu foi uma tragédia em casa. Ela adorava invadir o banheiro e tomar banho junto com a gente, gostava que de ser seca com o secador de cabelos e depois receber mamá, parecia um bebê de verdade!
Os lagartinhos que eu salvava no galinheiro. Eles iam comer ovos e muitas vezes livrei os coitados do bico das galinhas que adoravam fazer deles o lanche da tarde. 
A Elissa com a Sofia. A minha pônei era a Brisa só que ela morreu faz alguns anos. Lembro que eu briguei um monte com o veterinário quando ele disse que ela tinha morrido, coitado não tinha culpa. 
Minha peruazinha favorita
No natal minha mãe obrigava a gente a tirar fotos com a árvore. Era o tédio, passávamos a tarde inteira com aquelas roupas quentes posando para a nossa fotógrafa que era extremamente animada, para nosso desespero. Dá para perceber o nível de animação pela foto acima né? hahaha
E para acabar essa sou eu com minha primeira roupa de ballet. 

O quê posso dizer? Tive a melhor infância do universo. Sou muito grata aos meus pais por terem nos educado com tanto amor e de uma maneira tão diferente, essa educação fez muita diferença na minha vida. Fui o tipo de menina que andava descalça no barro, que brincava na chuva, nadava em cachoeira, tinha clubinho na casa da árvore, que se machucava, caia da árvore, colhia manga junto com a minha macaquinha,  não tinha preocupação e não ficava presa numa sala de aula metade do dia, a natureza era minha escola e foi com ela que aprendi muita coisa


11 comentários:

  1. Hadassah, que infância perfeita que você teve. Parece até que saiu de dentro de um livro, ri demais com a foto de natal, minha mãe também fazia isso de tirar foto na frente da árvore, mas eu até que gostava da atenção. Eu fui criada em prédio então nem tive tantos animis assim, era mais peixinhos e pintinhos. ( que eu não tinha coragem de tocar, minha mãe que limpava e cuidava deles hehehe )

    ResponderExcluir
  2. Amei!!

    Quero ser criança de novo e ir brincar na sua casa....

    Rsrs... vida maravilhosa! A natuireza é presente de Deus e quem aproveita desta riqueza é feliz, sem duvida!

    Parabens pelo post.

    Visita: www.bomboneca.blogspot.com.br

    Bjs.
    Aline

    ResponderExcluir
  3. Ai que infância maravilhosa! Realmente dá pra sentir o nível de felicidade pelas fotos! Muito fofo vc e seus irmãos na foto do Natal, kkkkkkkk, mesmo vc dizendo ser um tédio, eu gostaria de ter histórias assim pra contar!!
    Beijoo

    ResponderExcluir
  4. Que lindo esse post! concordo com os comentários anteriores você teve uma infância maravilhosa, lindas as fotos, e que bebê lindo que você era hein, aliás ainda é :)

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pessoal :)
    Queria voltar também a ser criança e levar todas para casa para brincar hahaha...

    ResponderExcluir
  6. É uma infância dessas que eu queria pro meu filho. Que fotos mais maravilhosas! Que histórias mais maravilhosas!

    ResponderExcluir
  7. As fotografias são lindas e tão sinceras... A sua infância deve ter sido mágica!

    Adorei!

    http://olacocorderosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Que fofas você e sua irmã eram quando pequenas! Fiquei até com uma invejinha de ver como você passou sua infância! Mas fico feliz de ter conhecido seu blog e seu jetinho fofo! Por favor continue postando querida!

    ResponderExcluir
  9. me acabei de rir com a foto da árvore, nunca vi uma foto transmitir o tédio com tanta naturalidade. aheuheuheuheuheuheuehuu
    Tbm tinha um macaquinho, na verdade era um soinho, dos bichinhos que tive foi a perca mais triste tbm.
    Adorei o post! :*

    ResponderExcluir
  10. Adorei a foto do natal haushuahsua

    ResponderExcluir
  11. Que linda a tua história *.*

    Adorei as fotos ... Beijos ♥

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário.
Só avisando que responderei a todos os comentários aqui mesmo.
E se você quiser que eu visite o seu blog, por favor avise.