quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Peru em 20 dias: Viagem até Cusco

Oi gentiiii!!! Tenho uma ótima desculpa para o meu sumiço aqui do blog e das redes sociais, é que durante todos esses dias estive no Peru e não consegui atualizar por conta da agenda e também por que eu estava meio ocupada tentando aproveitar o máximo da viagem. Mas é claro que não esqueci de vocês, por isso documentei tudo, ou quase tudo rsrsrs. Começando por hoje vou fazer uma série de posts bem detalhados sobre tudo o que eu vi e vivi por lá, com dicas e ideias para vocês que também sonham com uma viagem dessas. Então vamos nessa?

Diário de viagem parte I:
No dia 03 de dezembro arrumei minhas malas e embarquei junto com meu irmão numa viagem de 5 horas até a capital do Peru, Lima. A viagem foi tranquila, tirando a parte das turbulências e da tempestade que enfrentamos, mas de boa, estava de noite e nem deu tanto medo assim. Chegando em Lima pude matar a saudade da minha irmã que estava morando em Ñaña (um distrito próximo de Lima), e finalmente me preparar para a viagem dos sonhos, conhecer Machu Picchu!
Como estávamos tentando economizar ao máximo nessa viagem descartamos as passagens de avião que custam em média U$150,00 para turistas e optamos pelo velho, e nem tão confortável ônibus. Por essas passagens pagamos 100 solis que fica em média R$89,00 (dependendo da cotação). No Peru as rodoviárias são diferentes das do Brasil, há um rodoviária para cada agência de transporte e não uma que atende a todas como as que estamos acostumados. A melhor maneira de pesquisar preços e endereços continua sendo a internet, muitos desses ônibus saem de Lima passam por Cusco e vão até São Paulo. Tá aí uma rota longa e diferente de se fazer, fica a dica  para os aventureiros de plantão.
Bem, a viagem durou 25 horas e confesso que por alguns momentos acabei me arrependendo de não ter comprado as passagens áreas, foi um sofrimento! Ainda mais porque eu não estava acostumada à altitude e aquelas curvas todas são de matar.
Durante a viagem as paisagens mudam drasticamente, saindo de Lima trocamos o urbano pela costa do Pacífico passando por praias bem diferentes das que estamos acostumados a ver por aqui. Quando a praia acaba é hora de enfrentar o deserto de Nazca. Fiquei impressionada com a aridez do lugar, mas mesmo assim há  cidades onde os habitantes conseguem fazer plantações e criar animais para seu sustendo. Hora de começar a subir as cordilheiras e de novo a paisagem muda, mas tudo continua seco e árido a única diferença é que o plano e trocado por montanhas. O ônibus balançou bastante e as curvas são de dar medo, parece que a qualquer momento vamos cair no desfiladeiro e foi nessas hora que comecei a sentir náuseas e dores de cabeça. Antes de viajar até Cusco é importante tomar pílulas para a altitude e náuseas, é fácil encontrar em qualquer farmácia da cidade e todos precisam tomar principalmente os turistas que não estão tão acostumados. Depois disso não paramos de subir e a altitude começa a provocar dores no ouvido começa e a tontura é forte, não tem como, só resta deitar e esperar passar. As montanhas secas e desabitadas mudam para montanhas geladas e com uma vegetação rasteira e úmida. Durante essa parte da viagem passamos por vilarejos pouco desenvolvidos, as pessoas pareciam viver num sistema bem agrícola e simples, cultivando seu próprio alimento e criando Alpacas e Llamas. Continuamos a subir até que finalmente chegamos na última mudança de paisagem do trajeto. Agora as árvores ficam grandes e florestas fechadas ocupam espaço com grandes desfiladeiros cujo os topos se escondem entre nuvens densas. 
E apesar de todo o cansaço, mal-estar e risco de vida (esse trajeto é bem perigoso e passamos por dois acidentes graves em curvas muito fechadas) quando cheguei em Cusco fiquei feliz por ter optado pelo ônibus. Passar pelo deserto, enfrentar montanhas áridas cheias de curvas e contornar os Andes foi realmente uma aventura, além daquelas paradas em postos e restaurantes muito esquisitos em que as pessoas tomavam banho nos pátios de abastecimento. E depois de 25 horas finalmente chegamos em Cusco e tomamos um táxi que nos levaria até a pousada. Estávamos sujos, cansados e enjoados, mas felizes. A viagem ainda estava só no começo mas prometia ser boa. 
26
27

vendedoras ambulantes
Ps: Tirei essas fotos dentro do ônibus, por não ter sido uma viagem turística não deu para parar o ônibus e fotografar, então saíram só essas, mas gravei algumas partes do caminho em vídeo que pretendo publicar depois.


5 comentários:

  1. Ah, agora conta o resto, bateu a maior curiosidade pra saber como foi a viagem toda! :T
    E eu me interessei bastante no ônibus Cuzco-São Paulo. Deve ser uma viagem incrível!

    ResponderExcluir
  2. Nossa que aventura !! Deve ser tão fantastico passar por todas essas paisagens e ver tantas "realidades" diferentes!

    ResponderExcluir
  3. oii, adorei seu blog, os posts, gostei bastante daqui, nossa que legal, fiquei lendo e imaginando aqui, que aventura, estou seguindo, se der faz uma visitinha no meu blog tbm:http://www.sonhosdocesonhos.blogspot.com.br/
    beeijos, vou acompanhar sempre

    ResponderExcluir
  4. Que lindas fotos Hady! Não vejo a hora de ver os próximos posts!

    ResponderExcluir
  5. Lindas as fotos. Parece uma viajem muito divertida e cultural de se fazer.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário.
Só avisando que responderei a todos os comentários aqui mesmo.
E se você quiser que eu visite o seu blog, por favor avise.