sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Esse ano foi diferente

Ontem foi meu aniversário (obrigada para o pessoal que deixou desejos de felicidades no facebook). Quando se completa 21 anos meio que bate um desespero. Sabe aquele sentimento de "tô velha mas pareço uma criança em vários sentidos?", pois é. Esse ano o número 21 pesou nas costas viu. Eu estava meio desanimada, aquelas crises existências chatas, que já deviam ter passado.
Enfim... decidi passar o aniversário junto com meus véios do asilo. Como eles não podem comer doce em demasia fiz mini cupcakes para distribuir. 

Confesso que todas aquelas incertezas e questionamentos passaram quando vi o sorriso deles. Sabe, aniversário não é grande coisa, grande coisa é fazer o que se gosta e estar ao lado de quem você ama e ajudando sempre. Esses velhinhos são muito queridos, a maioria esquece meu nome assim que eu saio da porta, hahaha, mas e daí? Só de saber que eu fiz eles felizes por alguns minutos já ganhei meu presente. 

IMG_2010 cópia
Eles ficaram tão empolgados com os cupcakes que se sujaram todos, hahaha. 
IMG_2012 cópia
IMG_2013
Quem sabe um dia eu não vá trabalhar na área de geriatria? Por mim seria ótimo. Quer coisinha mais fofa que velhinho e bebê? 
IMG_2017
IMG_2019
A Janete é a senhora que tem o abraço mais apertado do mundo! E ela não larga. Juro, ela fica horas grudada na pessoa se puder, e como adora beijos na testa, fica toda feliz. Ela não tem filhos nem família. Então eu não ligo de ela ficar grudada em mim. 
IMG_2026
IMG_2029
IMG_2033
Meus companheiros de dominó a Sônia e o João. Nunca joguei tanto como nessas férias, ficamos horas e horas na mesa conversando, jogando e tomando café. 
IMG_2037

Ps: Essas fotos foi minha mãe que tirou e eu não editei. Na verdade eu nem queria tirar as fotos mas minha mãe falou que ia ser legal guardar de recordação e que também ia ser uma boa maneira de incentivar outras pessoas a separarem um tempo para os velhinhos. E acho que ela tá certa. Se um dia alguém puder comemorar o aniversário num asilo, abrigo ou orfanato seria muito bom. Eu não vou saber, claro. Mas o importante é que você vai saber e vai sentir aquela energia boa que só dá para experimentar quando se dá um pouco de amor. 


9 comentários:

  1. Nossa, que atitude bonita da sua parte.
    Todo mundo deveria saber que qnto mais se faz pelos outros, mas o próprio recebe.

    : )
    feliz aniversário novamente!


    ResponderExcluir
  2. Nossa, que coisa mais linda !
    Fiquei super inspirada aqui, e muito bonito da sua parte !

    ResponderExcluir
  3. Que lindo haha!! " Pra quê discernimento se eu não tiver amor, se eu não tiver amor e pra quê com fé mover montanhas se eu não tiver amor..." Bondade do Leonardo Gonçalves!! indico ;-)

    ResponderExcluir
  4. Sempre achei que crianças e idosos são as melhores pessoas do mundo, me encanto com tudo que os idosos viveram e com tudo o que as crianças irão viver. A primeira vez que pisei num asilo eu devia ter 10 anos, foi em uma cidade do interior, da qual sempre viajei, fui ajudar a preparar coisas para festa do asilo do qual arrecadariam fundos para eles. Em casa nunca tinha preparado batatas e naquele dia cortei bacias e mais bacias de batatas enquanto ouvia histórias que me inspiravam. Meus pais guardaram o carro no estacionamento do asilo da cidade que moro por alguns meses e todos os dias cumprimentava os senhorzinhos que nos observavam. No final do ano passado eu e meu namorado motivamos a família toda a fazer uma limpeza no guarda-roupa, praticamos o desapego com tudo aquilo que sabíamos que não nos seria útil levamos no asilo lá da cidadezinha do interior de minas, onde tinha pisado há pelo menos 8 anos atrás. Revi rostos e lembrei de momentos. Lembrei que uma das senhoras que tem o mesmo nome que eu havia elogiado meu cabelo na primeira vez que fui lá e que queria de todo jeito me presentear com os brincos que ela usava (disse ela que combinaria com meus cabelos), infelizmente ela não me reconheceu. Ela, diferente da primeira vez que a vi, já não se lembra das coisas e repete sua história insacáveis vezes como se estivesse se apresentando pela primeira vez, fiquei triste, mas sei que ela está bem. Hadassah, muito legal o que você fez, o presente de aniversário foi seu e deles.

    ResponderExcluir
  5. Antes de tudo, Parabéns, muita felicidade e energias boas!
    Eu achei apaixonante e extremamente linda sua atitude, não tenho palavras para elogiar tal ato!
    E espero que seu 21º ano de vida seja repleto de sabedoria e conhecimento!
    :**

    ResponderExcluir
  6. Oi Hadassah... Me emocionei muito com esse post. As vezes eu sinto um vazio dentro de mim, como se faltasse algo. Sei que aos poucos, eu estou me tornando a mulher que eu almejei ser quando eu era criança, mas não sinto que eu tenha feito muito para os outros. Aqui na minha cidade, existe um ou dois asilos. Você me deu inspiração e vontade de fazer algo por eles. Obrigada.

    ResponderExcluir
  7. Que gesto lindo, Hadassah ♥
    O mundo precisa de mais pessoas como você.
    um beijo

    ResponderExcluir
  8. amei, sua mãe tinha razão, ótima recordação e uma forma de incentivar as outras pessoas a passar tempo com os velhinhos <3, achei lindo cada sorriso, e sua atitude!
    ahh e parabéns também por seu aniversário :3
    beijo

    ResponderExcluir
  9. Você está incrível!

    Conosco não acho que qualquer um que tenha queria passar seu aniversário
    fazendo o bem para os outros, e neste caso, para os idosos que precisam de muito amor

    ótima idéia para passar seu aniversário, bem como, é simplesmente fantástico!
    e também diz muito sobre você

    Que você tenha muito sucesso e espero que, talvez, quando eu o conheci, em março, pode fazer algo, uma obra cheia de muito amor para com os outros.

    Feliz aniversário (de novo): D

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário.
Só avisando que responderei a todos os comentários aqui mesmo.
E se você quiser que eu visite o seu blog, por favor avise.