terça-feira, 25 de junho de 2013

Livro: Cartas a Théo

Van Gogh é meu pintor favorito por diversos motivos e talvez o mais importante deles seja a intensidade que ele sentiu e transmitiu sua arte, tive a oportunidade de ver alguns de seus quadros pessoalmente e só posso dizer que poderia morrer olhando para eles. 
Um dia estava eu em uma livraria e acabei encontrando uma versão pocket das 200 cartas que Van Gogh escreveu durante anos para seu irmão mais novo, Théo. Levei para casa e o livro me acompanhou na minha última viagem, durante o tempo que estive em Cusco eu ia para a Plaza de Armas para sentar em um dos bancos e ficar lendo, de certa maneira ele me ajudou a observar mais o que estava a minha volta, Van Gogh era um grande apreciador de saídas para o campo e para observar os habitantes locais.

Diferente de qualquer biografia Cartas a Théo aborda a vida de Van Gogh de uma maneira muito íntima, são seus pensamentos, conflitos, histórias e reflexões que ele coloca de uma maneira muito sincera para o irmão. Cada esboço, pintura ou nova nuance de cor desenvolvida era acompanhada de uma auto-reflexão e também uma abordagem sobre o mundo que o rodeava. Isolado de tudo Van Gogh tinha uma maneira ímpar de desenvolver sua arte e de sentir as coisas. O desenvolvimento de suas obras, o começo da loucura e seus vícios também podem ser acompanhados no desenrolar das cartas, mas como não há uma ordem na escrita, por vezes os dois irmãos ficaram sem trocar mensagens, é preciso deduzir as épocas e os espaços de tempo entre elas. 
Ler esse livro é mergulhar na relação desses dois irmãos, uma relação conturbada em alguns momentos, mas extremamente sincera e carregada de consideração e amor. Eu super indico, esse livro foi uma descoberta super feliz, ainda mais por conta da minha paixão pela obra do pintor. Quem ama arte, Van Gogh e sua pinceladas apaixonadas precisa ter uma versão do livro em casa.


3 comentários:

  1. Já falei que eu sou apaixonada pelo modo como você escreve? Sério, faz tudo ficar tão mais apaixonante! Já fiquei com vontade de ler o livro. Vou ver se encontro na livraria essa semana :)
    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Vanessa :)
      Que legal que você gostou do post. Então, compra sim é muito legal, se você não sabe muito da história dele eu aconselho a dar uma pesquisada antes, para entender a linha das cartas ;)

      bjs

      Excluir
  2. Não passo aqui há dias (talvez meses) e quando volto tem essa dica maravilhosa de livro.
    Também adoro Van Gogh e já quero começar a ler, deve ser incrível!

    Beijos

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário.
Só avisando que responderei a todos os comentários aqui mesmo.
E se você quiser que eu visite o seu blog, por favor avise.