segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Se alguém perguntar por mim, diz que fui por aí

Levo pouco de tudo que é para não correr o risco de pesar, levo essas coisas que não dá para segurar ou carregar. Levo teu cheiro na pele, o sorriso no canto da boca, levo essas filosofias bobas que cultivei todos esse anos. Levo meu corpo por essas ruas, meus versos dormem em cantos e meus sonhos se acomodam em esquinas. E se alguém perguntar se volto, diga que sim. Mas por hora não. É que hoje descobri que posso ir um pouquinho além. E se alguém perguntar por mim, diz que fui por aí. 

Deu na telha e escrevi. Boa noite pessoal ;) 


A inspiração veio de Nara Leão:





5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro seus textos, me identifico muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Andressa. Sério? Que legal, temos almas parecidas :)

      Excluir
  3. Adorei seu blog e textos, a Elissa que indicou, estudamos juntas.
    Parabéns, depois passa no meu também http://registrodocotidiano.wordpress.com/

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá (não sei seu nome haha)
      Obrigada, que bom que você gostou.
      Sério que você estuda com a Elissa?! Ai ela é uma fofa, sempre divulgando o blog.
      Volte sempre tá?
      Pode deixar vou passar no seu blog

      Excluir

Obrigada pelo comentário.
Só avisando que responderei a todos os comentários aqui mesmo.
E se você quiser que eu visite o seu blog, por favor avise.