quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

20 recordações da minha infância

Tirando láááááá do fundo do baú!!

1-) Minha mãe gostava de produzir a gente e ficar horas e horas fotografando. Na maioria das vezes rolavam promessas em troca das poses. Falando nisso... até hoje espero minhas bonecas gêmeas hahahaha...

2-) Eu tinha uma casinha de bonecas. Altas aventuras rolavam por lá, lembro que um dia eu quase coloquei fogo nela, mas na maioria das vezes as brincadeiras eram mais de boa. Eu e minha irmã passávamos horas brincando de Barbie.  

3-) Esse era o Portinari. Portinari gostava de entrar na cozinha para roubar comida. Um dia Portinari morreu, minha mãe até hoje não superou isso. 

4-) Mamãe fazia bonecas de pano pra gente brincar.

5-) Nossas festas do pijama eram regadas à filmes, trilha sonora do High School Musical (eu sei... #confessoquecurtia) e a máscara anti cravos.

6-) Aprendi a cozinhar desde novinha. Nossa, minhas comidas eram horrorosas!! Ainda bem que aprendi e hoje em dia não deixo mais o assado duro como uma pedra. 

7-) Usávamos o fogão à lenha. Era divertido, tirando a parte que o cheiro de fumaça grudava em tudo, na roupa, cabelo, uma loucura! A senhorinha que está na foto ficou uns dias lá em casa, não lembro o nome dele direito, mas lembro que ela chamava a gente de tico-tico. 

8-) Macacão era nosso uniforme, a gente usava macacão o dia inteiro, 365 dias por ano. 

9-) Achei essa foto muito engraçada! Eu toda na pose de "rainha do gado" com uma mini vaca e caca de bicho por todo canto. Ai meu pai! Cada foto que minha mão tirava hahaha

10-) A galinhas faziam a nossa alegria, principalmente da Elissa! Lembro que esse galo se chamava Van Gogh.


11-) Esse era o pomar dos fundos de casa.


12-) Enquanto a maioria das pessoas têm presentes debaixo da árvore eu tinha uma pônei. Essa aí era a Brisa, e caramba! Olha o tamanho do meu cabelo!


13-) Para quem tinha curiosidade sobre a onde eu estudava essa aí é uma foto da nossa "sala de aula", cada uma de nós tinha uma escrivaninha e bem, era divertido...


14-) Bóra colher milho?


15-) Andar de caiaque era muito, muito bom...

16-) O resto dos Sorvillos (nessa época a Eliza não era nem projeto de gente).

17-) A Brisa tentando roubar a pipoca do papai.

18-) Fiz ballet durante um bom tempo, aí minha mãe achou que eu e a Elissa devíamos usar isso para fazer alguma coisa boa pelo próximo. Então começamos a dar aulas para crianças que não podiam frequentar ou pagar por uma escola de dança. Essas aí de baixo são minhas aluninhas. Lembro direitinho desse dia, foi numa apresentação para os pais. Minha mãe fez as roupas e o cenário foi improvisando numa garagem. Eu amava dar aulas, quero um dia retomar esse trabalho. 

19-) A natureza era muito presente na nossa infância. Sou muito feliz e agradecida por viver no meio do mato com tantos animais e experimentando a simplicidade que é morar no interior. 

20-) Simplesmente A-M-O essa foto, sem mais. 

18 comentários:

  1. Obrigada por compartilhar esses momentos, são tão lindos (as fotos ótimas, hein?)
    Muito feliz a infância no interior, não trocaria por nada tbm.

    Vc é uma fofa, Hadassah!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Nosaaaaaaa! Que infância maravilhosa.
    Você teve um Pônei e um Tucano. Depois dessa eu não pedia mais nada da vida.
    Isso sim é uma infância que vale apena e é bom ver que você sabe a sorte que tem por isso.

    ResponderExcluir
  3. Foi muito legal compartilhar esses momentos com a gente. Viajei aqui enquanto observava as fotos, lembrei da minha avó, do sítio... ai, que saudade boa!

    ResponderExcluir
  4. Que post INCRÍVEL. Sério, amei de verdade. Muito obrigada por dividir essas fotos maravilhosas por aqui. Tô chorando com a foto do pônei debaixo da árvore de natal <3 e o tucano! Incrível, incrível <3 que delícia isso tudo.
    (aqui em casa tinha uma panela igual aquela queimada ali da foto 7, a branca com flores(?) laranjas hahahaha)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Simplesmente adorei!!! Infancia perfeitaaa!! Linda linda! Deus abençoe <3

    ResponderExcluir
  6. Incrível!!
    Não há outra palavra...

    ResponderExcluir
  7. acho muito interessante o jeito que seus pais criaram vc e suas irmãs, me faz pensar muito como eu vou fazer se um dia tiver filhos

    ResponderExcluir
  8. Ah! Hadassa, você teve uma infância admirável. Parabéns! Obrigada por compartilhar conosco um pouquinho da sua vida. Deus te abençoe. BJ!

    ResponderExcluir
  9. Nossa Haddy! Fiquei impressionada e apaixonada por tudo que você já viveu. Sou apaixonada por "mato", acho qeu seria mais feliz se tivesse como morar em meio de árvores, bichos por todos os lados, ar fresco!
    Coisa maravilhosa ver como você e sua irmã parecem felizes e saber que tu é grata por isso, porque posso seguir com o meu plano de morar no interior e acreditar que um dia mus filhos serão gratos por uma vida assim também!
    Minha tia tem um sítio, eu amo ficar por lá, sei bem como é ter um pouco dessa vida mais tranquila!
    Beijao e continue semrpe compartilhando essas coisas maravilhosas :)

    ResponderExcluir
  10. Hadassah, sua infância foi abençoada! Eu falo porque também cresci no interior posso garantir que é o melhor jeito de se viver. Essa postagem me inspirou a relembrar e agradecer pelos dias incríveis que passaram. Parabéns por tudo, pelo blog e por esse seu estilo de vida único e maravilhoso, e obrigada por compartilhar essas coisas tão mágicas com a gente :D

    ResponderExcluir
  11. Amei esse post e as fotos são Mara!

    ResponderExcluir
  12. Nossa :0 desse jeitinho que quero criar meus filhos! Nossa muito legal ter lembranças desses momentos!

    ResponderExcluir
  13. Hadassah, esse post ficou lindo, com cheiro de memórias de infância :)
    Eu também nasci no sítio e tenho muitas boas lembranças desse período. Acho que é uma infância diferente, rica! Eu meio que me identifiquei com a sua mãe, só que no meu caso eu fotografo dois meninos e também "rola" promessas para conseguir poses e sorrisos, hahaha
    Mas a identificação também veio de proporcionar uma infância feliz e cheia de experiências, mesmo meus filhos não morando no sítio, eu faço de tudo para que eles tenham uma infância rica em momentos!!!
    Parabéns pra sua mãe, viu?! rsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. A primeira foto, a segunda, a foto do pomar, e colhendo milho foram as minhas preferidas hehe :P
    Meu marido foi criado quase dessa mesma forma, interior, em fazenda, com gado, vaca, porco... Muito legal!! ;*

    ResponderExcluir
  15. Nossa,simplesmente muito lindo tudo neste post.Tenho uma tia que sempre morou em sitio e sempre a gente ia lá (agora estou meio longe).Era tão bom ficar longe de coisas como celular,computador e ficar mais perto da natureza.Gostaria de ter passado a minha infancia no sitio,concerteza teria tido melhores lembranças.

    ResponderExcluir
  16. Estou fascinada por todas essas fotos, elas transmitem tanta alegria, tem gostinho de infância! Você deve ter tido uma infância repleta de sorrisos boas memórias, tenho certeza que essa época lhe ensinou a apreciar os pequenos deleites da vida, é algo realmente mágico não é mesmo? :)

    xx

    ResponderExcluir
  17. Gente, que infância maravilhosa você teve! E que fotos lindas são essas, meu deus! ahhaha Estou encantada e admirada, adorei acompanhar esse post! Minha infância foi completamente diferente da sua e foi interessante perceber como cada pessoa tem uma experiência e história única (às vezes a gente se esquece desses detalhes e pensa que todo mundo teve uma infância igual) Beijos!!

    ResponderExcluir
  18. As fugas que tinha pra casa dos meus tios no interior salvaram minha infância!!! Vivia em praia, cresci amando a brisa, o cheirinho de mar, o sal no cabelo, ficar de biquíni e blusão o dia todo com o rosto corado era e é tudo pra mim. Infelizmente passei maior parte da minha infância morando em prédio, mas como disse, as fugas pro campo/praia me deram boas lembranças.
    Gosto tanto de ouvir/ler histórias da tua infância... Conta mais, Hadassah :)

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário.
Só avisando que responderei a todos os comentários aqui mesmo.
E se você quiser que eu visite o seu blog, por favor avise.